sábado, 15 de dezembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 65


Capítulo 65

-Além de tudo deu pra faltar gravação? – Nick perguntou entrando em casa e encarando seu irmão arrasado no sofá.
-Eu não tava no clima.
-No clima ou não, nós temos um prazo pra cumprir – Nick parou em frente ao sofá – quer que percamos o contrato?
-Não enche – Joe resmungou.
-Cara, você tem que se resolver.
-Eu to tentando – Joe subiu um pouco o tom de voz – mas a Ashley não me atende e a Demi, bem, você sabe.
-E a Demi, bem – Nick imitou o tom de voz de Joe e voltou a encara-lo friamente – quero você longe dela.
-Eu sei – ele bufou e fez uma cara triste – você tem visto ela?
-Passei o dia com ela hoje – Nick tinha um sorriso no rosto.
-Ela tá bem? – Joe perguntou enciumado.
-Tá ótima – Nick respondeu se virando – bem até demais.
-O que você quer dizer com isso? – Joe perguntou mas seu celular tocou, chamando sua atenção – ASH – ele gritou em uma tentativa de evitar que ela desligasse.
Fez-se um longo silencio, tudo que se podia ouvir era a respiração ofegante de Ashley, ela tentava controlar o nó em sua garganta, tentava parecer forte, ele não sabia o que dizer, por onde começar, tentou pedir desculpas mas ela o cortou.
-Esquece, Joseph, não daria certo – ela finalmente falou.
-O que isso quer dizer?
-Você está livre pra fazer o que você quiser – ela fez uma pausa – se você for um pouco esperto você vai mudar e vai ser feliz com a Demi, mas como você é burro e egoísta demais para se doar assim para outra pessoa – ela se auto interrompeu mais uma vez – boa sorte.
E desligou, deixando-o completamente atônito, ele encarava o celular sem reação, não sabia o que fazer, se fosse atrás de Demi, Nick o mataria, se não fosse, não se sentiria completo.
Enquanto Joseph pensava no que fazer, Demi ainda estava na gravadora trabalhando firme em seu primeiro CD, nunca pensou que daria tanto trabalho um processo de produção, sua banda já estava montada e ela mandava os arranjos por email para Mike ir treinando em casa, ele e Dallas chegariam dali há uma semana.
-Tudo certo para o seu cunhado vir? – L.A. perguntou assim que liberou a banda de mais um dia de gravação.
-Uhum – Demi sorriu e pegou sua bolsa – eles chegam semana que vem.
-Ótimo – ele sorriu com ela – bem, Demi, amanhã é o seu dia de folga, quero que descanse, estamos com as coisas bem adiantadas e você ficar presa aqui nesse estúdio vai te esgotar.
-Não, eu to bem – ela sorriu.
-Eu sei que está, mas descanso é sempre bom, não quero que você fique se cobrando desse jeito.
-Tudo bem – ela suspirou e eles se abraçaram – até depois povo – disse para a banda e saiu do estúdio.
Demi chegou em casa a tempo de lanchar com a sua família, todos estavam animados com a vinda de Dallas.
-Já peguei as informações do voo – Eddie disse – vou buscá-la no aeroporto.
-Eu iria, mas provavelmente vou estar na gravadora – disse Demi enquanto tomava uma vitamina de maçã – gente, eu to cansada, vou aproveitar que cheguei mais cedo e vou dormir um pouco, me acorda para o jantar, ok, mãe?
-Tudo bem – Dianna concordou e Demi foi para o seu quarto, tomou um banho rápido e se deitou, dormindo logo em seguida.
-Alô? – Demi perguntou com voz de sono, o toque do celular ainda ecoava pela cabeça dela.
-DEMETRIA DEVONNE LOVATO, QUE HOMEM É AQUELE? – alguém gritava mas Demi não estava entendendo nada.
-Que? – ela perguntou ainda bêbada de sono – para de gritar, quem tá falando?
-Como assim quem tá falando? Sou eu, Miley, você tava dormindo?
-Não, magina – Demi ironizou já despertando um pouco.
-Não trabalha mais não, é? – Miley perguntou.
-Trabalho, mas eu to de folga, e ainda são – Demi afastou o celular e se assustou vendo que tinha dormido a noite inteira e já era quase meio dia do dia seguinte – esquece – ela se levantou e foi lavar o rosto.
-Ok – Miley voltou a se empolgar – que ótimo que você esteja de folga, tenho um programinha pra gente.
-Miley, eu pretendia ficar aqui em casa descansando – Demi se mostrou desanimada – to sem clima pra fazer qualquer coisa hoje.
-Demi, você não tá entendendo – Miley sorriu maliciosa – você vai almoçar comigo, se arruma que eu vou passar aí pra te buscar, na verdade, eu já to a caminho da sua casa – Miley disse enquanto dirigia – coloca aquele vestidinho que você me mostrou quando eu fui aí, e aquela jaqueta de tachinha, e sim, isso é uma ordem – e ela desligou o celular.
Demi bufou e se arrastou até o chuveiro, tomou um banho rápido para despertar, se vestiu como Miley pediu e fez uma maquiagem leve, colocou um salto para quebrar o estilo menininha, pegou o celular, o cartão de credito e um batom neutro, jogou tudo dentro de uma bolsinha, colocou seu óculos escuros e desceu as escadas.
-Achei que fosse almoçar com a gente – Dianna disse vendo Demi toda arrumada.
-Eu também achei – ela rolou os olhos – a Miley inventou um almoço aí e ta vindo me buscar, não devo demorar, venho a tarde e fico aqui com vocês.
-Tudo bem, querida – sua mãe se mostrou compreensiva, uma buzina chamou a atenção delas – acho que ela chegou – elas se abraçaram – bom almoço.
-Obrigada – Demi agradeceu enquanto saia de casa –o presidente vai estar nesse almoço? – ela perguntou entrando no carro – por que eu não posso faltá-lo?
-O futuro presidente talvez – Miley sorriu enquanto manobrava o carro.
-Ah, um almoço a luz de velas – Demi ironizou – e eu seguro elas, pelo amor de Deus, Miley.
-Relaxa – Miley riu – não será só eu, você e o Nick.
-Ah, não? Quem mais?
-Selena e Justin.
-MILEY – Demi gritou e ameaçou a abrir a porta do carro – por que você faz isso comigo?
-Acordou dramática, hein.
-Eu fui acordada – ela bufou e sorriu irônica.
-Eu não falei pra relaxar? – Miley sorriu maliciosa – tem alguém pra você.
-Ótimo – Demi disse com medo – piorou a situação.
-Demi, se anima, vai, tenho certeza que você vai amar a sua companhia.
-Eu também tenho – Demi continuou irônica.
Miley resolveu não falar mais nada, sabia que ela se surpreenderia ao chegar no restaurante, assim que estacionou, ela procurou por seu convidado, mas só via Nick, Selena e Justin conversando animadamente.
-Ah, aquele poste é o meu par? – Demi perguntou apontando para o poste em que Nick estava apoiado.
-Não enche, vem – Miley abriu a porta do carro e elas caminharam em direção a entrada do restaurante.
-Miley, como sempre muito pontual – Justin disse sorrindo.
-Não enche, Bieber, eu fui buscar a Demi – ela deu um passo para o lado – Demi esse é o Justin, Justin essa é a minha amiga Demi.
-Prazer, Demi – Justin disse sedutoramente puxando a mão da menina e depositando um beijo meigo, ela apenas sorriu sem jeito.
-Você é tão idiota – Selena disse rindo do namorado.
-Então, vamos entrar? – Nick perguntou abraçando Miley pela cintura.
-Calma – Miley olhou para o estacionamento mais uma vez mas nem sinal dele – eu convidei um amigo mas aparentemente ele não pode vir.
-A gente entra e vai comendo alguma coisa pra enganar o estomago – Justin pediu – eu to morrendo de fome.
-Ok – Miley suspirou rindo – ele já deve estar chegando.
Demi revirou os olhos de saco cheio, não queria estar ali naquele programa de casais, Selena, Miley e Demi se sentaram de um lado, e de frente para elas Justin, Nick e o lugar vago do convidado de Miley em frente a Demi.
Eles pediram as entradas e começaram a conversar animadamente, como estavam sentados desse jeito, não tinha como excluir Demi, e eles nem queriam isso, todos se divertiam e riam até que Miley observou ele entrando pelo restaurante.
-AQUI – ela gritou e levantou a mão e o rapaz alto se aproximou deles.
-Desculpa a demora – ele sorriu e se sentou.
-Povo, esse é o Liam – Miley apresentou – um colega de elenco.
-Com essa pontualidade – Justin observou – tinha que ser seu amigo.
-É chato demais ser certinho, Bieber – ele retrucou sorrindo para Miley.
-Isso não é ser certinho, é ter responsabilidade – Nick respondeu bravo reparando no sorriso dele.
-Que seja – ele olhou para baixo.
-Ele não é gato? – Miley cochichou para Demi.
-Claro, tirando o fato que eu devo bater no joelho dele – ela observou – e que não é a mim que ele quer – e encarou Liam mais uma vez, depois trocou um olhar com Nick pedindo para que ele se acalmasse, aquilo não daria certo, ela pensou, mas já era tarde demais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário