quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 55


Capítulo 55

Alex e Demi passaram todo o caminho em silencio, exceto pelo rádio ligado bem baixo e pelas coordenadas que Demi dava para ele chegar em sua casa, a mente dela estava em Joe, sua raiva ainda não havia passado e tudo que ela queria era esquecê-lo.
-Direita ou esquerda? – Alex perguntou se aproximando de um cruzamento, mas a menina continuou perdida em seus pensamentos – Demi? – ele chamou mais uma vez e nada, estalou os dedos perto do ouvido dela fazendo-a saltar de susto.
-Que? – ela perguntou assustada e ele apenas acenou com a cabeça – ah – suspirou sem importância – esquerda.
-Demi – ele chamou, seu tom era de preocupação – o que rolou entre vocês?
-Nada – ela respondeu friamente.
-Eu só to tentando ajudar, ok, Demi – Alex disse revoltado – não precisa descontar em mim, ele é o idiota.
Demi fechou os olhos e respirou fundo, encarou Alex com ternura e disse:
-Desculpa, Alex, é que ele me tira do sério, me deixa irritada ao extremo, me faz querer matar o primeiro que aparece na minha frente, me deixa com raiva de qualquer coisa, é impossível ficar cinco minutos perto dele e não ter vontade de socá-lo.
-Nossa – Alex elevou as sobrancelhas em um gesto de deboche – não sabia que o amor era tanto assim.
-Não começa você também – Demi bufou.
-Desculpa – ele riu de leve, ele amava ver Demi irritada, gostava do jeito que ela franzia a testa e revirava os olhos se controlando pra não avançar em alguém – mas porque não deu certo?
-Porque ele arrumou outra em um piscar de olhos? – Demi perguntou de forma retórica ironizando, se ajeitou no banco e voltou a observar a paisagem pela janela – ele pode até me amar, mas enquanto ele não aprender como lidar com isso, não vai adiantar nada, você acredita que ele só vai terminar se eu disser que quero ficar com ele?
-Vai vê ele tem medo de ficar sozinho – Alex observou – ele vive cercado de pessoas, Demi, pessoas que querem a fama dele, ele deve ter dificuldade de confiar.
-Mas nós costumávamos confiar um no outro – Demi voltou a encarar Alex – isso que eu não entendo, porque por uma no meu lugar tão facilmente? E mais, porque não abrir mão dela pra tentar dar uma outra chance pra gente?
-Só ele poderá responder isso, pequena – ele disse e Demi sorriu, ela sempre amou o jeito que ele a chamava de pequena – só não se abala com isso, tá legal, não combina com você – ele fez um carinho na cabeça dela, brincando com uma mecha do seu cabelo –loira – ele observou e soltou uma risada falha – você disse que nunca ficaria loira.
-Digamos que não foi uma escolha minha –ela riu – mas eu me surpreendi com o resultado.
-Você fica cada dia mais perfeita – ele a encarou intensamente por alguns segundos e voltou a prestar a atenção no transito, Demi abaixou o olhar desconsertada – e o contrato? – ele perguntou limpando a garganta, numa tentativa de deixar o ambiente mais leve – você não me falou como foi, teve que passar por algum teste ou algo assim?
-Ah, então – Demi voltou a olha-lo e contou nos mínimos detalhes como foi desde que ela chegara na gravadora.
Aos poucos o ambiente foi voltando ao normal, voltando ao que era quando eles conviviam, Demi e Alex sempre foram muito amigos e sempre se deram muito bem, não era difícil recuperar a intimidade deles, quando se deu conta, Alex já estava estacionando em frente a casa dela.
-Se não fosse tão tarde eu te convidaria pra entrar – Demi disse soltando o cinto de segurança – Maddie iria amar te ver.
-Ela deve estar tão linda – ele soltou o cinto também e virou pra Demi, fazendo um carinho delicado no rosto dela – igual a irmã.
-Sim, ela tá – Demi organizou as ideias e o encarou – linda – sorriu sem jeito – é melhor eu ir, né.
Alex sorriu e se aproximou lentamente de Demi, ela ficou imóvel esperando qual seria a ação dele, ele depositou um beijo calmo e meigo no canto da boca dela, fazendo-a dar um saltinho com o gesto, ela realmente não esperava isso.
-A gente se vê, né, pequena? – ele perguntou meio em dúvida sobre o que tinha feito, encarou Demi que tinha uma expressão neutra.
Demi recuperou os sentidos e sorriu.
-A gente se vê – deu uma piscadinha pra ele e saiu do carro saltitando, era incrível como Alex fazia bem a ela.
Ele apenas sorriu e a observou entrar em casa, deu partida quando tinha certeza de que ela estava segura lá dentro, e voltou com um sorriso besta no rosto, ele ainda a amava, e faria de tudo pra fazê-la feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário