terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 47


Capítulo 47

-Droga, transito, que maravilhoso – Miley ironizou – nesse ritmo a gente vai demorar uma hora pra chegar lá.
-Eu posso perder o teste? – Demi perguntou desesperada.
-Você tá tão linda, Demi – Miley disse admirando a amiga.
-Foco, Miley – elas riram juntas.
-Não, claro que não, você não vai perder essa de jeito nenhum – Miley encarou Demi – você conhece a Kerli?
-Welcome to the tea party – Demi cantarolou sacudindo os braços – sim.
-Então, eu ouvi comentarem lá na gravadora que eles precisam da pessoa certa para uma musica linda dela – Miley explicou plugando um pendrive no aparelho de som do carro – a melodia é bem simples, acha que consegue decorar?
Demi ouviu a musica atentamente e lágrimas começaram a rolar livremente pelo seu rosto, ela se identificava com cada palavra daquela canção, ela não sabia se conseguiria decorar, mas ela com certeza teria que gravá-la um dia, como uma roupa sob medida, aquela musica era para ela.
-Você tá bem? – Miley perguntou visivelmente preocupada.
-Uhum – Demi sussurrou.
-Se você não conseguir, tudo bem, canta alguma coisa que você já esteja acostumada.
-Não é isso – Demi ergueu o olhar – eu não sei se consigo, mas quero tentar – ela sorriu fraco.
Elas passaram quase duas horas presas dentro do carro, Miley colocou skyscraper para repetir e ajudou Demi a decorar a melodia, contando os compassos seria mais fácil, elas escreveram a letra da musica algumas vezes e cantaram juntas.
-Será que ainda da tempo? – Demi perguntou preocupada descendo do carro as pressas.
-Acho que sim – Miley disse e as duas pararam no meio do saguão principal – eu vou resolver umas coisas minhas no sexto andar, você vai para o décimo segundo – Demi ouvia com atenção – eu vou até lá com você, mas eu preciso que você relaxe, ok? A musica que escolhe a gente, e ela te escolheu, ela está em você, não precisa ter medo, se você não se sentir segura com essa musica, pode cantar outra, sem problema, já expliquei para o L.A. que você pegou a musica meio que no susto.
-Espera, L.A.? – Demi perguntou.
-Sim, Reid – Miley disse sem importância empurrando a amiga para o elevador – ele é legal, Demi, não fica assim só porque o cara é fera.
-Nossa, como você ta ajudando – Demi debochou.
-Décimo segundo, por favor – Miley disse entrando no elevador – Demi, você se identificou com a musica?
-Muito – Demi disse lutando contra as lágrimas.
-Então só canta com o coração – elas sorriram no instante em que a posta do elevador se abriu – obrigada – Miley disse e elas pararam na porta da sala em que seria o teste de Demi – boa sorte, quando terminar me liga.
-Ok – Demi disse e elas se abraçaram – obrigada, Miley.
Miley respondeu com um sorriso e Demi entrou na sala, deu de cara com uma mesa gigantesca de som e duas pessoas sentadas conversando animadamente, ela pigarreou para notarem sua presença e sorriu sem jeito quando percebeu quem estava ali.
-Você deve ser a Demi, não é isso? – L.A. perguntou sorrindo.
-Uhum – Demi concordou baixo, “vamos lá, Demi, se solta” ela pensou.
-Ela pode ser sua futura colega de trabalho, Taylor – L.A. disse para a menina loira de pele perfeita que encarava Demi com um sorriso meigo.
-Prazer – a menina se levantou mostrando-se inacreditavelmente alta e elegante, seus movimentos pareciam coreografados, seus olhos azuis tinham um tom puro – sou…
-Taylor Swift – Demi disse sorrindo – é um imenso prazer te conhecer.
-Bom, boa sorte, Demi, espero te encontrar mais vezes – a menina respondeu sorrindo, Demi assentiu com a cabeça – então fechamos o CD, L.A.?
-Sim, tudo certo – ele disse – será um sucesso.
-Estou indo então – ela disse e se despediu mais uma vez.
-Então, pronta? – o homem perguntou ajeitando os óculos, Demi sorriu – Miley me disse que você iria tentar skyscraper – a menina concordou – bem, a letra dessa musica é forte e fala diretamente com as pessoas, precisamos de alguém que entenda a melodia.
Fez-se um longo silencio, Demi só precisaria provar que é forte o suficiente para cantar aquela musica, aquela musica que mexeu tanto com ela, que a fez chorar, que trouxe lembranças dolorosas demais. “você consegue, Demi, vai” ela pensou, respirou fundo e sorriu:
-Acho que encontrou essa pessoa – disse confiante.
-Ótimo – foi o que o homem disse sorrindo – vamos então – apontou com o queixo para o aquário, lugar onde os músicos gravam, Demi posicionou o headphone e fez um sinal mostrando que estava pronta.
Demi estava quase explodindo de tanto nervosismo, mas ela precisava superar esse medo de cantar, era o seu sonho e ela não desistiria tão fácil assim, a musica fora feita pra ela e essa era a oportunidade de ser mais que uma cantora, de ser uma excelente interprete.
A cada palavra cantada vinha uma enxurrada de lembranças, na segunda parte a voz dela já estava carregada de emoção, Demi segurava as lágrimas e se prendia na musica, mas L.A. já chorava e estava hipnotizado por ela cantando.
-Meu Deus – ele disse sorrindo em meio as lágrimas assim que Demi terminou, ela retirou o fone e voltou se sentando ao lado de L.A. – posso te mostrar onde você assina?
-Como assim? – ela perguntou confusa.
-Seu contrato, Demi – ele sorriu – precisamos de você aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário