sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 8


Capítulo 8

-Droga – Demi levantou num pulo com o som alto do despertador – fuso horário, eu te odeio – ela ainda estava muito cansada, mas precisava levantar, ela tomou um banho rápido e colocou uma roupa bem simples, fez um rabo de cavalo meio solto e passou um batom neutro, logo bateram na porta – pode entrar – ela respondeu em inglês e pode ouvir a porta se abrindo.
-Demi, você está pronta? – Sara quis saber.
-Sim – Demi deu um sorriso – tá bom?
-Está ótimo, Demi – Sara sorriu em resposta – eles já estão ai.
Demi gelou, ela queria causar uma boa impressão, aos poucos foi se lembrando das palavras de Dallas, sim, ela sabia o que queria, e sim, ela era capaz, então respirou fundo e sorriu, sua vida nova estaria começando agora.
-Boa noite Senhor e Senhora Jonas – Sara disse ao chegar na sala.
-Cadê ela? – Frankie saiu de trás dos pais com os olhinhos brilhantes.
-Demi – Sara chamou e Demi desceu as escadas, todos a olharam, ela ficou nervosa mas logo se puniu pensando que se quisesse ser alguém teria que enfrentar públicos BEM maiores que esse, sorriu de leve com o seu pensamento e encarou a família na sua frente.
-Denise e Paul Jonas? – Demi perguntou assustada.
-E eu sou o Franklin Nathaniel Jonas, mas pra você, só Frankie – ele deu um sorrisinho.
-Franklin – Paul chamou a atenção do filho – Demetria, minha queria, você não sabia que nós seriamos a sua nova família?
-Não – Demi respondeu ainda assustada – quer dizer, eu acho que não liguei o nome a pessoa, não sei.
-Tudo bem pra você, querida? – Denise quis saber com um sorriso acolhedor.
-Claro, claro que sim – Demi respondeu com o mesmo sorriso.
-Eu to com fome – Frankie interrompeu, ele queria a qualquer custo chamar a atenção de Demi.
-Então vá lavar as mãos e tirar o uniforme, o jantar já está pronto – Denise disse para o filho.
-Ele é uma criança adorável – Demi observou.
-Você tem alguma experiência com crianças? – Paul quis saber.
-Bem, digamos que eu fui babá a minha vida inteira – Demi sorriu – mas sem ganhar por isso, tenho uma irmã um pouco mais nova que ele, e eu sempre cuidei dela.
-Isso com certeza vai ajudar – Denise disse enquanto eles se dirigiam para a mesa de jantar – você fará as refeições com a gente, Demi, quero que se sinta a vontade, será da família nesses seis meses.
-Obrigada Dona Denise – Demi sorriu se sentando.
-Por favor, nada de Dona, apenas Denise e Paul – Denise respondeu – bom, e como você bem observou, essa casa não está completa, por isso nós nos cadastramos nesse programa de intercambio, os meninos estão em turnê e passam três meses fora, o Frankie fica maluco sem os irmãos, então, eu e Paul tivemos essa ideia, ficamos felizes de ser você – Demi a encarou confusa – bem, você está aqui por conta da música, e digamos que essa casa vive a base de música – elas sorriram – você vai se identificar com isso.
-Obrigada, de verdade – Demi respondeu, Frankie se sentou do seu lado sorrindo.
-Então, Demetria, quantos anos você tem? – Frankie perguntou.
-Eu tenho 19 – ela respondeu – e me chame só de Demi, por favor, odeio que me chamem de Demetria, parece que estão brigando comigo – Demi fez uma cara engraçada e Frankie riu.
-O que você acha de caras mais novos? – Frankie perguntou com um ar de homem responsável.
-Franklin – Denise o repreendeu – Sara, pode servir o jantar.
-Se forem fofos assim como você, é um caso a se pensar  - Demi cochichou pra Frankie que abriu um sorriso enorme, ela não segurou o riso e soltou uma gargalhada, todos riram da risada dela, em minutos, já tratavam Demi como se fosse da família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário