sábado, 24 de novembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 32


Capítulo 32

Estava tudo escuro quando Demi entrou em casa, ela foi silenciosamente em direção a escada mas pode ver a luz da TV, ela deu meia volta.
-Ainda acordado?! – Demi disse se sentando no sofá.
-Te esperando – Joe disse e olhou pra ela – fiquei preocupado.
-A Miley me trouxe – Demi explicou tirando os sapatos e se ajeitando no colo de Joe.
-Foi legal o jantar? – ele perguntou enquanto mexia em seu cabelo.
-Foi incrível – Demi respondeu sorrindo.
-Demi, eu precisava falar com você – Paul apareceu na sala, estava com uma garrafa d’água na mão e com cara de sono, Demi se levantou.
-Pai – Joe tentou argumentar mas Paul ignorou e continuou.
-Joseph me mostrou a sua musica – Demi ficou tensa e encarou Joe, mas Paul não percebeu e continuou falando – como é difícil a gente se ver eu queria te dizer que eu estou disposto a colocar essa musica no novo cd dos meninos, e te lançar também, você é incrível, Demi, o mundo precisa conhecer essa voz – Paul estava animado – bom, pense com carinho na minha proposta, boa noite meninos, e juízo – Paul deu um sorrisinho e saiu.
-Demi, eu – Joe tentou se explicar.
-Por que você mostrou pra ele, Joseph? – Demi perguntou – você me prometeu, PROMETEU, que não ia mostrar pra ninguém aquela musica.
-Eu sei, Demi, é que você só tem um mês aqui e – Joe abaixou a cabeça – se você aceitar você vai poder ficar.
-Mesmo assim, Joe, você não tinha esse direito, eu não quero ser a namorada do Joe Jonas, eu quero ser só a Demi Lovato – Demi explicou.
-Eu te entendo, Demi, mas eu estava desesperado, eu precisava arrumar um jeito de te manter aqui – ele explicou e se aproximou dela segurando-a pela cintura, Demi tirou as mãos dele – agora vai ser assim?
-Eu preciso pensar, Joseph – Demi disse séria, Joe tentou dar um beijo nela mas ela virou o rosto – boa noite.
-Droga – Joe deu um soco no sofá, ele subiu as escadas chorando e começou a bater na porta de Nick.
-Qual é o seu problema, cara?! – Nick perguntou sonolento mas ficou preocupado quando viu o irmão chorando – cara, entra ai.
Joe se sentou na cama e começou a contar o que havia acontecido.
-Eu vou conversar com ela – Nick disse sério.
-Por favor, tenta convencer essa menina de que isso vai ser bom pra ela – Joe disse.
-Eu prometo que converso com ela amanhã  - Nick disse – é melhor você ir dormir, você precisa descansar – Joe se levantou e eles se abraçaram.
-Dallas?! – Demi choramingou no telefone – te acordei?
-Não – a irmã respondeu docemente – aconteceu alguma coisa? Meu Deus, Demi, são duas e pouca da manhã ai, o que houve?
Demi contou para Dallas nos mínimos detalhes sobre a música e a gravação, enfim, sobre tudo.
-Isso é ótimo, Demi – Dallas disse sorrindo – quer dizer, é o seu sonho, não é?
-É – Demi disse fraco – mas, Dallas, eu não quero fazer sucesso por causa dos Jonas, e outra, eu não to pronta ainda, eu não to pronta pra subir em um palco, pra lançar um CD, eu não quero isso ainda, o que eu faço? – Demi passou a mão no rosto e suspirou.
Elas conversaram por um longo tempo, até Demi chegar a conclusão do que faria.
Como de costume, Demi se levantou cedo para a aula, a essa hora apenas ela, Denise e Paul estavam acordados, ela se levantou sem nenhuma vontade, tomou um banho rápido, escovou os dentes e desceu mexendo na sua bolsa.
-Bom dia – resmungou assim que chegou na cozinha.
-Bom dia – Denise e Paul responderam em coro – Demi, nós precisamos conversar com você – Denise falou calma enquanto se sentava ao lado do marido, Demi fez um sinal pra que ela continuasse – bem, você tem menos de um mês aqui e nós nos apegamos a você – ela sorriu gentilmente – gostaríamos de saber se você pode ficar mais seis meses.
-Também tem a proposta que te fiz – Paul completou sem deixar espaço para Demi responder – eu realmente amei a sua voz e tenho muitos planos pra vocês.
-Vocês? – Demi perguntou confusa.
-Sim, você e os meninos – ele explicou – claro, também teremos um trabalho solo, mas você e o Joe venderiam fácil.
Demi respirou fundo, eles a encaravam a espera de uma resposta, mas ela já havia chegado a sua conclusão, apenas levantou o olhar cansado e disse:
-Bem eu libero a letra e o áudio para o próximo CD dos meninos – Paul sorriu – mas eu não vou ficar – ela respirou fundo – me desculpa, eu sou muito grata por tudo que vocês fizeram, mas eu não posso ficar mais seis meses.
-Joe já sabe disso? – Denise perguntou enquanto pegava a mão de Demi em um ato materno e instintivo, qualquer um perceberia que ela estava sofrendo ao dizer aquilo.
-Não – Demi respondeu baixo, ela apertou a mão de Denise – mas eu vou conversar com ele, pode ficar tranquila, eu mesma quero dar a noticia.
-Tudo bem, nós não vamos contar – Denise disse sorrindo educadamente.
-É uma pena – Paul lamentou – mas a minha proposta continua, Demi, quando você se sentir pronta é só avisar, eu vou te ajudar a realizar seu sonho.
-Obrigada – ela disse segurando as lágrimas.
Eles terminaram o café em silencio, Demi foi para a aula e voltou na correria pra arrumar Frankie.
-FRANKIE – ela gritou no final da escada enquanto se distraía com o celular – a gente vai se atrasar, desce logo.
-TÔ INDO – o menino respondeu de um dos quartos, Joe desceu as escadas triste.
-Oi – Demi disse rindo sem humor, ele a encarou surpresa – a gente precisa conversar – ele apenas concordou com a cabeça – você vai estar ai quando eu voltar? – ela perguntou e ele afirmou com a cabeça.
-Pronto – Frankie apareceu na sala pulando os últimos três degraus – vamos?
-Sim – Demi pegou sua bolsa e seu celular – até então, Joe.
-Até – ele disse ainda confuso e foi para a sala de TV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário