sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 12


Capítulo 12

-Demi – Nick se levantou – acho que você veio pra colocar o Jonas problemático no lugar.
-Deus que me livre – Demi respondeu e eles sorriram.
-Pelo visto – Kevin disse – Ele não vai te livrar não, pelo contrário, já te colocou envolvida demais nisso.
-Tchau, gente – Demi respondeu deixando-os rindo da cara dela, ela se recusava a sentir algo por Joseph, na verdade, ela não estava sentindo nada, mesmo sendo menos frequente, BEM menos, ela ainda pensava em Alex.
Demi estava perdida em seus pensamentos quando esbarrou em alguém no corredor.
-Não é possível, dá pra olhar por onde anda? – Joe perguntou irritado, mas ele ainda tinha Demi nos braços, ele havia segurado para que ela não caísse, eles estavam com o rosto muito próximo, tão próximo que podiam sentir a respiração um do outro, o coração de Joe parou por um segundo quando Demi levantou o olhar para entender o que estava acontecendo, depois voltou a bater de forma tão acelerada que ele não sabia o que falar.
-Me desculpa, Joseph – Demi respondeu mas não conseguia se mexer, Joe ainda a segurava – que foi, você quer um beijo pra completar esse momento clichê? – Demi perguntou debochada.
Sim, Joseph queria um beijo, Joseph queria ela,  naquele momento ele reparou o quanto ela era linda, seus olhos de um castanho intenso e com cílios bem marcados encaravam ele a espera de uma resposta, quando ele fixou o olhar em sua boca ele pode perceber a burrada que faria se continuasse assim, e em questão de segundos recobrou a consciência e a levantou.
-Você enxerga bem, Demetria? – Joe perguntou – você precisa de um óculos, urgentemente.
-Já você, né, Joseph, sabe muito bem olhar as coisas – Demi disse desafiando-o com o olhar – com licença – ela entrou no quarto deixando-o no corredor com cara de bobo, aquele jogo havia começado oficialmente, e Joe não gostava nada de perder.
-Abre a porta, Demetria – ele batia na porta do quarto dela.
-O que você quer? – Demi perguntou.
-Falar com você – Joe respondeu impaciente – abre logo.
-Eu não tenho nada pra falar com você, Joseph – Demi respondeu seca.
-Demetria, por favor, abre a porta – ele falou pausadamente e Demi abriu, ela havia soltado o cabelo e estava com os óculos, ela pretendia estudar um pouco antes do jantar, Demi estava sem maquiagem e completamente a vontade em seu quarto, Joe paralisou de novo.
-O que? – Demi perguntou vendo que ele a encarava com cara de bobo – quer uma foto autografada minha, Joseph?
-Cala a boca – Joe empurrou Demi pra dentro do quarto e fechou a porta com os pés – eu só quero te dizer uma coisinha – Demi olhou pra ele confusa, ele a segurava pelo pulso e forçava uma proximidade que Demi não queria, na verdade, nem Joe queria – eu não concordo com essa ideia maluca da minha mãe de enfiar uma estranha na minha casa, portanto, estou contando os dias pra você ir embora – a menina o encarou incrédula – sim, e não adianta fazer essa cara, a mim você não engana, alguma coisa você quer – pra não perder o raciocínio Joe desviou o olhar e viu partituras na prateleira – tá vendo, você quer fama.
-Joseph, você não sabe nada a meu respeito, cala a sua boca, isso aqui não tem nada a ver com fama – ela disse se soltando dos braços dele e guardando as folhas – e me desculpa, meu amor – Demi falou com um tom debochado, mas as palavras fizeram Joe estremecer – eu ainda tenho três meses aqui, e esse é só o primeiro dia da nossa triste convivência, então, como nós dizemos no Brasil, você vai ter que me engolir – Demi resolveu tomar conta da situação, ela sabia que seria arriscado mas também sabia o efeito que causava nele, então ela deu um passo e depositou um beijo meigo na ponta do nariz dele – tchau, Joseph.
Demi saiu do quarto deixando Joe parado lá feito uma estátua, ele não sabia o que estava sentindo, nunca havia sentido algo assim antes, nunca havia deixado uma menina comandar, e muito menos uma menina que ele supostamente odiava, quando ele caiu em si, saiu correndo atrás dela.
-Demetria, qual é o seu problema? – ao perceber que ele vinha correndo, Demi também apressou o passo.
-O que, Joseph, vai me dizer que não gostou – Demi agora ria alto da cara dele, era incrível, até a gargalhada dela fazia com que ele se sentisse diferente.
-Você não tinha esse direito – ele disse correndo atrás dela, agora eles corriam a casa inteira, Denise e os meninos foram ver o que estava acontecendo.
-Essa é a parte que o Joe alcança a Demi, se desequilibra, cai em cima dela, eles se encaram apaixonadamente e se beijam – Kevin debochou.
-Chega – Demi parou de correr e levantou a mão para Joseph – aquilo foi só pra você ver que eu não sou qualquer uma, Joseph.
-Mas você brincou com fogo, Demetria – Joe disse com uma cara nada boa – agora vai ter que aguentar as consequências – e antes que ela pudesse pensar, Joe a puxou pela cintura e a beijou, Demi não sabia o que pensar, no começo, era apenas algo provocativo, mas os dois se envolveram naquilo, eles se beijavam como se tivessem sido feitos um para o outro, eles esqueceram de tudo, havia só eles ali, e somente aquilo que importava agora.

2 comentários: